Microscópio Virtual

O Microscópio Virtual é um projecto financiado pela NASA que fornece uma simulação (simples) de um microscópio. As amostras disponíveis para visualização no microscópio são cerca de 90, abrangendo diversos campos do conhecimento. Por exemplo, é possível ver pó lunar ou marciano; uma vulgar mosca; uma pedra formada num rim; um circuito integrado; ou células do sangue humano, entre muitas outras!

O Microscópio Virtual, que é disponibilizado mediante uma licença livre (University of Illinois/NCSA Open Source License), pode ser obtido neste endereço, estando disponível para diversas plataformas, como Windows, Mac OS, Linux, Unix, etc.

As cerca de 90 amostras disponíveis, foram obtidas com mais de 70 000 imagens, que totalizam 62.2 Gigapixéis e ocupam 174GB. Dado o espaço que as amostras ocupam, apenas algumas vêem juntamente com o ficheiro de instalação do Microscópio Virtual. O programa apresenta as amostras disponíveis e se necessário descarrega a informação necessária da internet.

Ao testarmos a Versão para Linux, executámos os comandos:

> unzip VirtualLab6.2.2-with-samples.zip

> cd Virtual\ Lab

> ./ApplicationLauncher.jar

Para iniciar a aplicação, deverá repetir as instruções que surgem, incluindo uma barra "\" em "Virtual\ Lab", ou seja:

>java -Dapple.laf.useScreenMenuBar=true -Djava.library.path=resources/ -Xmx1024m -jar /home/NOMEUTILIZADOR/virtualmicrosc/Virtual\ Lab/resources/Virtuallab.6.2.2.jar Finished loading /home/NOMEUTILIZADOR/virtualmicrosc/Virtual\ Lab/resources/Virtuallab.6.2.2.jar

substituindo NOMEUTILIZADOR pelo seu nome de utilizador.

Ao executar o programa aparece a janela seguinte com uma listagem de amostras:

Captura de ecrã virtual lab

Escolhemos investigar a amostra de um meteorito. Depois de serem descarregados cerca de 500MB de dados, pudemos então explorá-los, num interface semelhante ao seguinte:

Captura de ecrã virtual lab meteorito

Mudando de amostra, por exemplo, para “areia da Costa Risca” (Costa Rican Sand), ficam disponíveis outro tipo de funcionalidades, devido à utilização de outro tipo de microscópio:

Captura de ecrã virtual lab dust

Note que a aplicação está disponível apenas em inglês. Mais informação sobre os microscópios e sobre a preparação de amostras para os mesmos pode ser obtida na página do projecto.

Os responsáveis do projecto garantiram-nos de que novas versões do software (diga-se, bastante simples!) estarão focadas essencialmente em correcção de pequenos problemas, pelo menos no curto prazo. Quanto aos dados disponíveis, estão à procura de disponibilizar novas amostras em breve, algumas provenientes do Museu de História Natural de Londres.

Deixar uma resposta